A Alameda Ramiro Santos: EMBASA explica as intervenções no Comércio de Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON

Em nota enviada ao BLOG DO ANDERSON, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) se manifesta sobre as intervenções que estão sendo realizadas na Alameda Ramiro Santos, no Comércio de Vitória da Conquista, onde o poeirão tem gerado muitos transtornos a comerciantes, trabalhadores e aos consumidores. “A Embasa esclarece que a substituição da rede coletora de esgoto, a implantação de novas redes de distribuição de água e a realocação das caixas de hidrômetros de imóveis na região central da cidade integram as ações da primeira etapa da revitalização do centro comercial, projeto executado e coordenado pela Prefeitura. As intervenções de responsabilidade da Embasa estão previstas para acontecer até a segunda quinzena de setembro na Praça Nove de Novembro, alamedas e ruas do entorno. As intervenções estão sendo realizadas dentro dos padrões de segurança e buscam antecipar a necessidade de futuras escavações no novo pavimento que será implantado nesta região da cidade. A Embasa ressalta ainda que o desconforto causado durante a obra é passageiro e os benefícios trarão mais comodidade para toda a população e comerciantes da área”.


EMBASA: confira e baixe o novo Calendário do Racionamento em Vitória da Conquista e Belo Campo

Fotos: Divulgação | EMBASA

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) divulgou nesta quinta-feira (29) a versão digital do calendário de abastecimento de Vitória da Conquista e Belo Campo. A entrega da versão impressa nos imóveis será iniciada na próxima semana. O cronograma mantém a distribuição de água alternada a cada três dias nos dois grandes grupos criados para equilibrar o abastecimento na cidade durante a vigência do regime preventivo de racionamento. Os moradores do bairro Alto Maron devem se atentar para mudança de grupo. Antes pertencentes ao Grupo B, o bairro Alto Maron foi transferido para o Grupo A.


Guia de Oportunidades: Embasa retifica edital de concurso e prazo para inscrição é prorrogado

Foto: BLOG DO ANDERSON

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) retificou, por meio de edital, a exclusão da prova de aptidão física para os candidatos que concorrem às vagas de agente operacional e operador de processos de água e esgoto. O concurso foi aberto em março e, no total, são 600 vagas distribuídas em 11 funções dos níveis médio, técnico e superior. Confira os detalhes.


Reclame Aqui: sem água, moradores reclamam do atendimento da Embasa em Vitória da Conquista

Fotos: BLOG DO ANDERSON

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) permanece no topo das críticas em Vitória da Conquista. Em racionamento há um ano, moradores de diversos bairros tem chiado pelo descaso com o descumprimento do calendário que programou a disponibilidade da água nas residências alternando três dias sim e três dias não. Dos 42 anos de idade, Cristiano Oliveira da Silva vive há 32 anos na rua Rio Grande do Sul, ao lado do Hospital Municipal Esaú Matos.

Na instituição gerida pela Fundação Pública de Saúde de Vitória da Conquista o abastecimento tem sido realizado via carro-pipa, mas na residência de Cristiano fica para cisternas de vizinhos. Segundo ele a situação está feia. “Está feio. Aqui essa semana não chegou. Falam que chega no prazo, mas não chega”, criticou. Mesmo quando tem o líquido a falta de pressão tem deixado os reservatórios vazios, motivo este que ele foi obrigado a adquirir uma bomba elétrica.

“Para jogar a água pra cima, pois se não ficarei sem banho”, disparou. Sobre as suas reclamações na EMBASA, o internauta disse que não faz mais. “A gente vai lá e ficam botando pra um canto e pra outro. Então nem vou, deixa ver se eles mandam”, complementou. Indagado sobre um tapete vermelho que a EMBASA teria colocado para o prefeito Herzem Gusmão Pereira, Cristiano ironizou: só se for de lama. “Tapete de lama, pisando e afundando junto com o pessoal da EMBASA”, afirmou. “A solução é mandar água para o povo”, concluiu.


Falta d´água: Embasa trabalha para regularizar abastecimento em bairros de Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) informa que está trabalhando para restabelecer o pleno funcionamento de equipamentos eletromecânicos da estação de tratamento de água (ETA) de Vitória da Conquista após problemas operacionais ocorridos durante este final de semana. Devido à pane, o sistema está operando com variações de pressão que afetam o fornecimento de água na região da Patagônia, Kadija, Cidade Modelo e Morada dos Pássaros (pertencentes ao Grupo B do calendário de abastecimento). A Embasa informa ainda que suas equipes estão monitorando a retomada e a regularização do abastecimento nesta área.


Descaso Social: falta d´água é motivo de protestos em Vitória da Conquista; EMBASA abre as torneiras

Foto: BLOG DO ANDERSON

Moradores de bairros periféricos permanecem sofrendo com a falta d´água em Vitória da Conquista. A situação se agravou nestes primeiros dias de fevereiro e a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA), que estendeu o tapete vermelho para o prefeito Herzem Gusmão Pereira, tem disso alvo de críticas de todos os lados. Em nota enviada ao BLOG DO ANDERSON na tarde do sábado (4), “a Embasa informa que reforçou o abastecimento de água para atender a região do Zabelê. O aumento do consumo durante o verão vem causando o desabastecimento em alguns locais por um período superior ao estabelecido no calendário de racionamento e a Embasa tem buscado ajustar o sistema de distribuição para garantir o fornecimento nessas áreas. Ressaltamos que a falta de chuvas no mês de janeiro agravou ainda mais a crise hídrica que afeta a região e que o uso racional da água é fundamental diante da situação atual”. Foi no Zabelê, onde estão os loteamentos Miro Cairo e Senhorinha Cairo, que diversas pessoas fecharam a BA-263 pedindo água.


Embasa: Contrato de gestão entre Governo do Estado e Prefeitura de Vitória da Conquista será de um ano

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Câmara Municipal de Vitória da Conquista vai retomar o debate para ratificar o Contrato de Gestão assinado entre o Governo do Estado e a prefeitura de Vitória da Conquista. O contrato trada da exploração dos serviços de água e esgotamento sanitário na cidade, gerido pela Empresa Baiana de Água e Saneamento (EMBASA).  >>>>>


Legislativo Conquistense: audiência discute a renovação da outorga entre o Município e a EMBASA

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista promove na tarde desta segunda-feira (28) uma audiência pública para discutir o Projeto de Lei nº 25/2016, enviado pelo Executivo Municipal para apreciação do Legislativo. O referido projeto ratifica o Convênio de Cooperação entre Entes Federados, celebrado entre o Município de Vitória da Conquista e o Estado da Bahia, autorizando a gestão associada de serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. O Artigo 1º inciso II do projeto delega “o exercício das competências de regulação e fiscalização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário à Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia – AGERSA, órgão autônomo vinculado à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento – SIHS do Estado da Bahia”. Pensando na importância do assunto tratado no Projeto de Lei nº 25, para permanência dos serviços de abastecimento de água e do esgotamento sanitário da cidade de Vitória da Conquista, a Câmara Municipal resolveu discuti-lo, juntamente com representantes da Empresa Baiana de Águas e Saneamento, representantes dos governos Estadual e Municipal além da população, através de uma audiência pública, afim de encontrar as melhores alternativas para o abastecimento de água na Capital do Sudoeste Baiano.


Cenas Urbanas: plantas aparecem na calçada da EMBASA

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Não se sabe se foi vandalismo ou descaso por parte da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) a matança de plantas neste domingo (27). Após o chamado de internautas, o BLOG DO ANDERSON esteve em frente ao escritório da EMBASA, localizada na avenida Siqueira Campos, e pode constatar a bagunça. Um dos pilares da estatal é a sua Política de Sustentabilidade, que envolve a preservação do meio ambiente, seja dentro dos seus aposentos, como também do lado externo.


Fedor Urbano: esgoto permanece escorrendo em vias públicas de Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Ainda sem solução, boa parte da população conquistense é obrigada a conviver com o fedor em decorrência do esgoto a céu aberto. Ao meio dia desta sexta-feira (4) a água podre voltou a escorrer pelas ruas Lions Clube, Ascendino Melo passando pela Rádio Brasil e Hospital Unimec. A situação é alvo de constantes reclamações, mas a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) ainda não deu um ponto final neste imbróglio.


Saneamento Básico: Governo promove elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico no Sudoeste Baiano

Fotos: BLOG DO ANDERSON
Fotos: BLOG DO ANDERSON

O primeiro passo para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) no Sudoeste Baiano foi dado nessa quarta-feira (28) Em Vitória da Conquista. O secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, acompanhado pelo Presidente da Embasa, Rogério Cedraz e da Diretora de Normatização da Agersa, Eduarda Fernandes, assinou o convênio de cooperação entre entes federados, permitindo que 13 municípios tenham acesso aos instrumentos facilitadores à elaboração do PMSB. Anagé, Barra do Choça, Dário Meira, Guanambi, Itambé, Itarantim, Jequié, Maetinga, Piripá, Santa Inês, Tanhaçu e Tremedal integram o grupo de municípios participantes do convênio. “Após a assinatura entre os entes federados, cada município terá a possibilidade de delegar a prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário para a concessionária estadual, a Embasa e a regulação dos serviços para a Agersa”, explicou o secretário Cássio Peixoto.

dsc_0585

“Como a Lei nº 11.445/2007 condiciona a validade dos contratos de prestação de serviços públicos de saneamento básico à existência de plano de saneamento básico, é necessário que os municípios elaborem e aprovem, junto às Câmaras Municipais, os seus Planos”, acrescentou Peixoto, esclarecendo que a validade dos contratos também está condicionada a existência de estudo, comprovando a viabilidade técnica e econômico-financeira da prestação universal e integral dos serviços, nos termos do plano de saneamento básico. Presente na assinatura, a diretora da Agersa, Eduarda Fernandes esclareceu que, em consonância com o princípio da transparência das ações e do controle social, a proposta do plano e os estudos que o fundamenta devem ser amplamente divulgados, inclusive com a realização de audiências ou consultas pública. “Portanto, para a aprovação do Contrato de Programa deverá necessariamente ser realizada Audiência e Consulta Pública, que irão credenciar a Embasa para operar os sistemas”, pontuou. O deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA), um dos articuladores do projeto, também participou do evento realizado no auditório da Praça J. Murilo.


Cenas Urbanas: obras permanecem inacabadas ao lado do Hospital Geral de Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

As obras de responsabilidade da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) permanecem motivando muitos transtornos em diversos bairros da Capital do Sudoeste Baiano. Muitas intervenções têm início, no entanto os buracos permanecem aberto ou com falhas no asfaltamento. Na tarde desta terça-feira (17) o BLOG DO ANDERSON esteve mais uma vez na avenida Filipinas e pode observar as condições de obras em frente ao Hospital Geral de Vitória da Conquista, com muita lama e poeira. O imbróglio persiste há mais de cinco anos.


Sudoeste Baiano: Embasa inicia racionamento no abastecimento em Poções e Bom Jesus da Serra

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Começa nessa segunda-feira (1) o racionamento de água em Poções e Bom Jesus da Serra, no Sudoeste Baiano. Segundo a Empresa Baiana de Água e Saneamento (EMBASA) a intervenção é necessária devido ao longo período de estiagem e a baixa na Barragem de Morrinhos. Atualmente, o reservatório está com 50% de sua capacidade total de acumulação. O racionamento visa garantir a continuidade do abastecimento até a chegada do período de chuva normal da região, previsto para o final de outubro. Durante a vigência do racionamento, o volume de água ofertado será reduzido em 40% e o sistema será dividido em dois grandes grupos com o fornecimento acontecendo em dias alternados para cerca de 17 mil imóveis. O abastecimento alternativo e complementar para hospitais, creches, e escolas, além de imóveis que não foram abastecidos no período estabelecido no calendário, será garantido pela Embasa por meio de carros-pipa, mediante solicitação através do call center 0800 0555 195.


Sul Baiano: transferência da gestão da água de Itabuna para o Governo do Estado avança com convênio

Fotos: Mateus Pereira | GOVBA

O processo de transferência da administração dos serviços de água e esgoto de Itabuna para o Governo do Bahia teve um avanço importante nesta segunda-feira (25), com o acerto dos últimos detalhes para a firmação de convênio entre Estado e Município. O assunto foi discutido pelo governador Rui Costa em reunião com o prefeito Claudevane Leite e o presidente da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA), Rogério Cedraz, no prédio da Governadoria, em Salvador.
146948050225072016MP1_77
“Esta é uma excelente notícia para o povo de Itabuna. O prefeito está levando as cópias dos documentos que precisam ser ratificados pela Câmara de Vereadores do município, para que a gente assine o contrato de transferência e comece a resolver os problemas de falta de água e saneamento da região. A população já convive com a escassez há anos e o Governo do Estado já se mobiliza para intervir”, explica Rui. >>>>>>


EMBASA: Movimento Sindical paralisa atividades na próxima terça-feira em Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Diversos serviços realizados pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) ficarão suspensos na próxima terça (12) em virtude de uma paralisação que os trabalhadores aprovaram durante assembleia. A a mobilização terá a duração de 24 horas e é um sinal de protesto pela falta de avanço nas negociações do acordo coletivo de trabalho deste ano. Entre os serviços que ficarão suspensos estão os de ligação e religação de água e esgoto, conserto de vazamentos de água e esgoto, entrega de fatura, atendimento ao público, conforme informou o sindicalista Carlos Alberto Brasil da Silva. Uma nova assembleia foi marcada para o próximo dia 14 e, caso a direção da empresa continue agindo da mesma maneira, uma greve por tempo maior poderá ser decretada. Os trabalhadores estão em campanha salarial desde março deste ano e até o momento a Embasa fez uma única proposta, de 4% de reajuste salarial, não considerando que, para o período do acordo coletivo, a inflação alcançou 9,93% (o INPC-IBGE). Essa proposta foi rejeitada sob protestos e até agora a empresa não apresentou outra.


EMBASA: novos equipamentos estão sendo testados na captação de água do Rio Catolé para Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) poderá usar mais água do Rio Catolé para abastecer Vitória da Conquista e Belo Campo para tentar recuperar o nível da Barragem Água Fria II. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (13) durante uma entrevista coletiva. Durante a conversa com jornalistas, os dirigentes da EMBASA fez um balanço do racionamento que entra na quarta semana. Segundo a EMBASA a Água Fria II está com 34% de sua capacidade. Neste final de semana choveu 45 milímetros na região de Barra do Choça onde fica o lago. A EMBASA informou também que novos equipamentos estão sendo testados no Rio Catolé para que durante o Inverno a água de Vitória da Conquista seja toda captada de lá, para que só assim a Barragem de Água Fria II tenha o seu volume completamente recuperado. Sobre a construção da Barragem do Catolé, que seria a solução para o problema, empresa disse que o orçamento foi revisado e será encaminhado para a Caixa Econômica Federal nos próximos dias.


EMBASA: se não economizar Vitória da Conquista poderá ficar sem água até o final do ano; ouça a entrevista

Fotos: BLOG DO ANDERSON
Fotos: BLOG DO ANDERSON

A deficiência do abastecimento tem gerado muitas reclamações de moradores de Vitória da Conquista e Belo Campo. Nestas duas cidades a falta d´água chega há mais de uma semana, de acordo com relatos passados ao BLOG DO ANDERSON. Em nota enviada à imprensa, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) atribui o problema “a falta de chuvas e a consequente crise hídrica em toda a região”. Segundo a EMBASA esses dois fatores “estão contribuindo para a redução do volume de água armazenado nas barragens de Água Fria I e II e diminuindo a vazão do rio Catolé. Juntos, esses mananciais estão ofertando apenas 13 mil litros de água por dia. No entanto, para atender a demanda da cidade, seriam necessários 48 mil litros.

DSC_1510

Atualmente, os reservatórios possuem 2,6 bilhões de litros de água acumulados, o que significa 39% de sua capacidade total de acumulação. Enquanto isso, a adutora do Catolé, que já chegou a ser responsável por 45% da água distribuída na cidade, hoje representa apenas 20% da oferta. Segundo cálculos dos técnicos da empresa, somente neste mês de maio a barragem já apresenta um déficit diário de 20.500 metros cúbicos de água (20,5 milhões de litros), enquanto no período mais drástico de 2012/2013 apresentava déficit de 7.000 metros cúbicos de água (sete milhões de litros) por dia”. Em entrevista ao UESB Notícias, ao meio dia desta sexta-feira (13), o gerente da EMBASA, Álvaro Aguiar, alertou a população conquistense e belocampense: se não economizar Vitória da Conquista poderá ficar sem água neste ano. Ouça a entrevista na íntegra.


EMBASA: conta de água e esgoto terá aumento de 9,95%

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

A Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) autorizou, por meio da Resolução nº 002 de 2016, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) a reajustar a tarifa de água e esgoto. O aumento será de 9,95%. Com isso, a tarifa residencial social passará de R$ 10,30 para R$ 11,30; a residencial intermediária de R$ R$ 20,20 para R$ 22,20 e a residencial normal de R$ 23,00 para R$ 25,30. De acordo com nota divulgada neste sábado (30) pelo Governo do Estado, o reajuste será aplicado de forma linear sobre a estrutura tarifária vigente e passará a vigorar a partir do dia 6 de junho. Segundo o governo, a Embasa havia pedido um aumento de 10,97%. A nota do governo do estado explica que a correção, prevista em lei anualmente, se deu com base na variação da inflação, corrigido pelo IPCA e outros parâmetros, como a elevação dos custos fixos, a exemplo da energia elétrica, um dos principais insumos da prestadora.


Coluna Justiça: após ação do MP, Embasa cancela contas com divergências em Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Tem sido constante as reclamações de divergências entre o consumo e o valor cobrado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) em Vitória da Conquista. Na última quinta-feira (21) uma situação foi parar no Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) para resolver um caso que atingiu moradores do distrito de José Gonçalves. Em nota enviara ao BLOG DO ANDERSON, “a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado da Bahia (SIHS), esclarece que, durante audiência com o Ministério Público e moradores da localidade de José Gonçalves, em Vitória da Conquista, foi informado que, em conformidade com as normas comerciais da empresa, caso sejam registradas situações de desabastecimento durante 15 dias consecutivos ou 25 dias alternados, no mês correspondente à leitura do hidrômetro e que, nesses casos, o consumo não ultrapasse 50% do mínimo, ou seja, 5 mil litros, o usuário poderá solicitar à Embasa o cancelamento da fatura. A empresa advertiu que o pedido só será aceito ou negado após análise técnica da empresa e que a solicitação de cancelamento da conta só pode ser feita pelo titular da ligação cujo nome está inscrito na fatura”.


EMBASA: gerente explica a falta d´água e faz alerta sobre captação ilegal para irrigação em Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

A falta de água continua sendo uma das reclamações mais comuns em Vitória da Conquista. O problema se repete em diversos bairros com o problema que perdura até por cinco dias ininterruptos, segundo consumidores. Em nota enviada ao BLOG DO ANDERSON “a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado da Bahia (SIHS), informa que, o fornecimento de água para a região do Miro Cairo, Vila Serrana I, Urbis V e Cidade Maravilhosa foi restabelecido na manhã desta segunda (14), após a correção do problema ocorrido durante o final de semana em um equipamento automático do reservatório responsável por atender a esta parte da Zona Oeste da cidade. O abastecimento está sendo normalizado gradativamente nos locais afetados”. O assunto foi tema de uma entrevista com o gerente da Embasa, Álvaro Aguiar, ao Band Revista. Na reportagem que o BLOG DO ANDERSON reproduz na íntegra a seguir, o gestor da estatal explica o que motivou a interrupção e fala também sobre a situação das barragens Água Fria I e Água Fria II, responsáveis pelo abastecimento em Vitória da Conquista, que tem sofrido com a captação ilegal da água para irrigação.