Greve dos Servidores Municipais: após 23 dias, professores encerram paralisações em Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON

A Greve dos Servidores Municipais está perto do fim na Capital do Sudoeste Baiano. Em assembleia na tarde desta terça-feira (13) foi a vez do Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (SIMMP) suspender o movimento grevista. Para Adair Aparecido Silva Souza, vice-presidente do SIMMP, a greve se encerra por hora, mas não deixa de repercutir a força do servidor público. “O nosso maior ganho durante esse período foi a construção da unidade dos servidores. Quem se fechou para o debate foi o governo municipal. Nós servidores públicos prestamos um serviço de excelência, merecemos respeito e infelizmente a prefeitura municipal desrespeitou as instituições. Espero que nosso movimento sirva de reflexão para o governo e que ele entenda que o nosso caminho é traçado com respeito e diálogo. Ainda que a greve esteja suspensa, continuaremos em alerta, lutando e resistindo sempre”, afirmou Adair. As atividades normalizam na manhã da quarta-feira (14).


Greve dos Servidores Municipais: SINSERV suspende paralisações, mas a greve não acabou; ouça a entrevista

Foto: BLOG DO ANDERSON

As atividades da Prefeitura de Vitória da Conquista poderão ser normalizadas nesta terça-feira (13), Dia de Santo Antônio, no entanto as paralisações pontuais deverão permanecer pelos próximos quatro anos, pelo menos é o que anunciou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (SINSERV), José Carlos Santos Amaral. Por telefone com o BLOG DO ANDERSON, o advogado do SINSERV, Lucas Santos Nunes, falou sobre o assunto que agora será tratado no Plenário Vereadora Carmem Lúcia, onde os vereadores estarão apreciando o Projeto de Lei do Reajuste Salarial proposto pelo prefeito Herzem Gusmão Pereira. Além disso tem a questão do corte do ponto anunciado pelo gestor, atitude repudiada pela categoria e que será resolvido na Justiça. Ouça a entrevista.


Greve dos Servidores: “Os trabalhadores já perderam a metade de um mês”, diz HGP sobre cortes salariais

Fotos: BLOG DO ANDERSON

Irredutível, o prefeito Herzem Gusmão Pereira bateu o martelo conclamando pelo fim da Greve dos Servidores Municipais. Sindicalistas reclamam pela falta de diálogo, mas HGP acaba de encaminhar o Projeto de Lei à Câmara Municipal de Vitória da Conquista propondo às categorias um aumento de 5% escalonado, sendo 2% imediato e 3% no mês de setembro, pacote que está o SINSERV [Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista]. Além disso, a Administração Municipal formaliza as propostas já apresentadas aos sindicatos, quais sejam: reajuste de 25% no vale-alimentação; estudo para implantação de plano de saúde, com contrapartida da Prefeitura; início dos projetos para implantação do Programa Habitacional para servidores; garantia de pagamento da primeira parcela do décimo terceiro até 20 de junho.

Com o SINDACS [Sindicato de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias da Bahia], o prefeito reafirmou as propostas já apresentadas e foi além, concedeu aumento do vale-transporte, de 10 para 20 unidades, para todos os agentes comunitários, tanto da Zona Rural quanto da Zona Urbana; ajuda de custo de R$80 para R$100 e para os supervisores de endemias, que recebem R$105, reajuste para R$150. Para o SIMMP [Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista], a Administração Municipal garantiu a recomposição da tabela salarial a partir da parcela repassada pelo Ministério da Educação dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, tendo o magistério a garantia da integralidade da tabela, de acordo com o reajuste estabelecido pelo MEC. Isso representa 7,64% de reajuste real, acima da inflação do período. Ouça a reportagem que foi ao ar no Sudoeste Agora, gravada pelo BLOG DO ANDERSON ao meio dia desta terça-feira (6), via Rádio Clube de Conquista.


Greve dos Servidores Municipais: Postos de Saúde abrem, porém com atendimento reduzido em Vitória da Conquista

Fotos: BLOG DO ANDERSON

A Greve dos Servidores Municipais chega ao 19º dia nesta segunda-feira (5) com grande adesão. A população que necessita dos serviços tem chiado pela mobilização que atinge todos os setores da Prefeitura de Vitória da Conquista. Consultas médicas foram suspensas e milhares de alunos estão sem aulas.

Na Unidade de Saúde Família da Morada dos Pássaros, por exemplo, as portas têm sido abertas, porém com atendimento reduzido. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (SINSERV), a categoria pede a correção salarial baseada na inflação. O prefeito Herzem Gusmão Pereira propõe 2% para o contracheque do mês de maio e 3% em setembro. A proposta foi rejeitada pelos trabalhadores.


Greve dos Servidores Municipais: funcionários públicos fazem panelaço nas ruas de Vitória da Conquista

Fotos: BLOG DO ANDERSON

Paralisados há doze dias, com faixas e cartazes, servidores municipais realizaram mais um protesto nas ruas de Vitória da Conquista. Puxado por um carro de som, após um ato na Central de Marcação de Exames (CEMAE), os manifestantes saíram em caminhada da avenida Olívia Flores até a Secretaria Municipal de Saúde.

Em cartazes, os trabalhadores lançavam suas queixas no intuito principal de chamar a atenção do prefeito Herzem Gusmão Pereira. O Executivo garantiu 5%, mas a categoria espera chegar aos 6,48% de reajuste salarial, caso contrário a greve continuará por tempo indeterminado. Em entrevista ao BLOG DO ANDERSON, José Marcos Santos Amaral, presidente do SINSERV [Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista] falou sobre esse movimento e das propostas.


Greve dos Servidores Municipais: professores rejeitam propostas de Herzem e mantém paralisação

Foto: BLOG DO ANDERSON

Em assembleia na tarde desta sexta-feira (26), os professores rejeitaram as propostas apresentadas pelo prefeito Herzem Gusmão Pereira e mantém greve por tempo indeterminado em Vitória da Conquista. Durante entrevista ao Conquista de Todos, o vice-presidente do SIMMP [Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista], Adair Aparecido Silva Souza, explicou todo o processo que teve início na segunda-feira (22) e as reivindicações da categoria, que tem como foco o reajuste salarial. Ouça a entrevista conduzida por Elton Becker.


Greve em Vitória da Conquista: Sindicato rebate Prefeitura e convoca servidores aos protestos

Fotos: BLOG DO ANDERSON

Em nota enviada ao BLOG DO ANDERSON, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (SINSERV), rebateu uma publicação veiculada no BLOG ANDERSON em que a Prefeitura de Vitória da Conquista conta a sua versão e convoca o funcionalismo às atividades, no intuito de suspender a greve programada para se iniciar na manhã desta segunda-feira (22). Veja o que diz o SINSERV: “O sindicato dos servidores públicos municipais de Vitória da Conquista Sinserv esclarece aos servidores públicos municipais e à toda sociedade conquistense que a nota divulgada pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista não traz qualquer argumento racional. De início, a nota veiculada pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista afirma que após superar por dois quadrimestres seguidos gastos com pessoal que correspondam a 51.3% da RCL não é possível conceder reajuste salarial. Todavia, a própria nota da Prefeitura afirma que o município atingiu em apenas um quadrimestre, o que demonstra a absoluta possibilidade fiscal do Município conceder o reajuste, neste momento. Ademais, causa espécie que o Município não tenha estudado a Lei de Responsabilidade Fiscal em sua completude, posto que o artigo 22, parágrafo único, inciso primeiro, estabelece a possibilidade de revisão anual dos vencimentos, com a correção da inflação, mesmo quando ultrapassado o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Assim, fica mais uma vez demonstrada a possibilidade financeira e fiscal da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista conceder o reajuste, bem como a falta de respeito e valorização para com os servidores. Vamos à luta. Vamos à greve”


Notícia Nacional: servidores pedem reajuste salarial em protesto na Prefeitura de Vitória da Conquista

Servidores municipais de Vitória da Conquista, no Sudoeste Baiano, ocuparam parte a Prefeitura de Vitória da Conquista em um protesto nesta terça-feira (16). Eles dizem que em janeiro apresentaram ao Executivo Conquistense uma pauta de reivindicações, que inclui reajuste salarial, mas que ainda não foram atendidos e que, por conta disso, resolveram se mobilizar. O ato contou com cerca de mil pessoas, segundo divulgou o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (SINSERV). O protesto teve início logo após o encerramento de uma assembleia dos servidores, realizada na Câmara Municipal de Vereadores. “Estamos pedindo 10% de reajuste e a administração nos deu zero”, destacou o presidente do sindicato, José Marcos Santos Amaral. Segundo o sindicato, a lista de reivindicações apresentada à prefeitura conta com 18 itens. Além do reajuste salarial, os servidores têm outras demandas. “Nós temos vale-alimentação que não é um vale-alimentação, é uma ajuda alimentação. A prefeitura agora vem nos falar que vai criar um cartão e que vai dar 25% de reajuste daqui a três meses”, destacou. Os servidores pedem ainda que condições básicas de trabalho sejam garantidas. “Estamos pedindo nossos direitos. Não queremos mais do que é justo para nós”, disse a servidora Andreia Carneiro. A Prefeitura de Vitória da Conquista informou, por meio de nota, que mantém diálogo com os servidores. A Administração Municipal disse ainda que recebeu representantes da categoria para conversa e que tem esclarecido em detalhes o atual quadro financeiro do Município de 350 mil habitantes.


Aviso de Greve: servidores vão trabalhar a “passos de tartaruga” em Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON

Deflagrada nessa terça-feira (16), os servidores da Prefeitura de Vitória da Conquista poderão iniciar greve geral na segunda-feira (22), mas até lá as atividades serão a passos de tartaruga. O anuncio partiu pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (SINSERV) após a assembleia que lotou o Plenário Vereadora Carmem Lúcia. A categoria pediu 10% de reajuste salarial, no entanto o prefeito Herzem Gusmão Pereira, através dos seus interlocutores, informou que no momento a oferta é zero. Confira a cobertura especial do BLOG DO ANDERSON com fotos, vídeo e reportagens sonoras.


Aviso de Greve: com reajuste ‘zero’, servidores municipais deflagram paralisação geral em Vitória da Conquista

Fotos: BLOG DO ANDERSON

O Plenário Vereadora Carmem Lúcia lotou na manhã desta terça-feira (16) para uma grade assembleia do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (SINSERV). Após muitas explanações o presidente do SINSERV deflagrou greve que poderá ser iniciada na manhã da segunda-feira (22). A categoria tem como principal objetivo o reajuste salarial no valor de 10%, no entanto em mesa de negociação o Governo Municipal disse que a proposta não foi acatada pelo prefeito Herzem Gusmão Pereira.

Sendo assim, os salários permanecerão congelados, eis o motivo da revolta dos trabalhadores. Do Legislativo Conquistense os manifestantes seguiram até a Prefeitura de Vitória da Conquista na tentativa de conversar com o gestor municipal, mas até o meio dia ainda não haviam sido atendidos. “Fora Geanne”, “Prefeito fujão”: eis um dos gritos em protestos a professora Geanne de Cássia Oliveira Nascimento e ao prefeito Herzem Gusmão Pereira. Em nota, “a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista informa que atendeu 42% da pauta de reivindicações apresentada pelo Sinserv, inclusive, o reajuste de 25% do auxílio- alimentação. No entanto, a postura, neste momento, é de prudência, diante da projeção da receita líquida do município e da Lei da Responsabilidade Fiscal. 

A Administração Municipal já apresentou aos Sindicatos os índices financeiros, destacando a preocupação com a manutenção do limite prudencial de 51,3% da sua receita gastos com a folha de salários; limite esse que visa garantir que outros serviços públicos sejam mantidos e a população em geral não seja prejudicada. O Governo Municipal está trabalhando com a hipótese da reforma administrativa, já agora no segundo semestre, que desenhará um novo cenário de carreira e de adequação do servidor. Além disso, a Administração informa que o aumento de 25% no vale-alimentação, para todas as categorias de servidores, será pago por meio de cartão. A Prefeitura informa ainda que, em razão de uma parceria recentemente firmada com a Unimed, uma proposta de plano de saúde estará disponível aos servidores municipais a partir de 1º de julho.

Se aderir, o servidor terá direito a uma tabela diferenciada. Entre as vantagens, não haverá carência, taxa de adesão nem co-participação, além da possibilidade de inclusão de dependentes. O Governo Municipal adotou uma postura de diálogo, tendo ouvido os sindicatos, recebido os representantes dos servidores em diversas ocasiões e esclarecido, em detalhes, o quadro financeiro atual do município”. Confira a seguir uma entrevista com o presidente do SINSERV, José Marcos Santos Amaral, quando ele falou sobre esse movimento.


UESB: Técnicos-Administrativos paralisam atividades contra o “golpe” da Comissão da Estatuinte

Fotos: BLOG DO ANDERSON
Fotos: BLOG DO ANDERSON

Reunidos em Assembleia Geral Extraordinária da AFUS SINDICATO, no dia 16 de setembro de 2016, os Servidores Técnico-Administrativos da Universidade Estadual do Sudoeste Bahia (UESB) deliberaram por paralisar as atividades administrativas no período de 19 a 23 de Setembro em protesto contra a retirada de direitos trabalhistas e contra o Golpeque alguns membros da Comissão da Estatuinte da UESB estão querendo aplicar na categoria dos técnicos.

dsc_0837

Em nota ao BLOG DO ANDERSON, o AFUS Sindicato [sindicato dos trabalhadores Técnico-Administrativos da UESB], disse que “No dia 12 de setembro do corrente mês, no campus de Vitória da Conquista, foi realizado o Fórum dos Técnicos Administrativos das quatro Universidades Estaduais (UESB, UNEB, UEFS e UESC). Os representantes sindicais ali presentes consideraram que seria um Golpe nos servidores técnico-administrativos não aprovar na Comissão da Estatuinte UESB o voto paritário para eleição do reitor, uma vez que está modalidade de voto constitui uma conquista dos docentes, discentes e técnicos administrativos no âmbito das universidades públicas brasileiras”.

dsc_0844

No informativo destaca também “que a Comissão Estatuinte da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), após 9 anos de discussões, aprovou a continuidade da modalidade de voto paritário para escolha do Reitor, mantendo, assim, o voto de igualdade entre as categorias (33,33% para docentes, 33,33% para discentes e 33,33% para os técnicos administrativos). No Brasil, o voto paritário é uma conquista das três categorias que compõem a comunidade universitária. Trata-se de uma bandeira de luta da Federação de Sindicatos dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (FASUBRA), da Associação Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES) e da União Nacional dos Estudantes (UNE)”. O reitor Paulo Roberto Pinto Santos ainda não se manifestou sobre o assunto.


Educação: paralisação dos terceirizados deixa mais de 10 mil estudantes sem aulas em Vitória da Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

A greve dos terceirizados que prestam serviço nas escolas da rede estadual de ensino deixa mais de 10 mil estudantes fora das salas de aulas em Vitória da Conquista. “Está sendo muito prejudicial para os alunos porque além de que vai fazer o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] vai dar muito trabalho para repor essas aulas. Tem gente que não pode vir no sábado para reposição, eu mesmo faço um curso e tem pessoas que trabalham”, comentou o aluno do Centro Integrado de Educação Navarro de Brito (CIENB), Jair Santos Soares. De acordo com o Núcleo Regional de Educação, das 22 instituições, doze permanecem fechadas. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública do Estado da Bahia (SINDLIMP-BA) as atividades se normalizam após a quitação de salários em atraso. As três empresas já foram notificadas pela Secretaria de Educação do Estado da Bahia.


Transporte Coletivo Urbano: com salários em atraso, Sindicato decreta greve na Viação Vitória

Fotos: WatsApp | BLOG DO ANDERSON
Fotos: WatsApp | BLOG DO ANDERSON

Com salários e outros benefícios em atraso, o Sindicato dos Rodoviários de Vitória da Conquista retirou de circulação todos os ônibus da Viação Vitória ao meio dia desta sexta-feira (12). A empresa que conta com 80 veículos tem hoje um quadro de quase 100 funcionários e enfrenta problemas financeiros. Durante toda a tarde a categoria esteve reunido em assembleia na sede da companhia, mas a proposta não foi acatada.

9e1429e0-67a6-492c-baec-ebe9da15d23c

De acordo com informações confirmadas ao BLOG DO ANDERSON, a Vitória pediu um prazo até a próxima quarta-feira (17) a fim de arrecadar o valor para a quitação dos ordenados, sendo rejeitada. A Prefeitura de Vitória da Conquista ainda não se manifestou sobre o assunto. Enquanto isso os usuários do Transporte Coletivo Urbano terão que optar por outros meios para se locomover. As vans e os taxis têm isso as opções. O serviço da Cidade Verde Transportes segue em nenhuma alteração.


Transporte Coletivo Urbano: Justiça determina 70% da frota da Cidade Verde em circulação durante greve

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Usuários do Transporte Coletivo Urbano terão mais serviços durante o impasse entre Cidade Verde Transportes e o Sindicato dos Rodoviários [Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transportes Rodoviários de Passageiros, Cargas, Fretamento, Turismo e Pessoal de Apoio de Vitória da Conquista]. A informação foi passada pelo coordenador de Comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Rildo Gomes dos Santos, durante entrevista ao Brasil Notícias [Brasil FM], na manhã desta quinta-feira (12). De acordo com Rildo, uma liminar da Justiça determina que 70% da frota deverão circular durante os momentos de pico [6-8, 12-14, 18-20 horas] e 40% em outros horários. Segundo o sindicalista a medida estará sendo colocada em prática logo após o recebimento da decisão através de um oficial de Justiça, tendo em vista que o documento fora apresentado pelo diretor da Cidade Verde, Sérgio Hubner. Em nota, o Sindicado diz que “categoria reivindica o intervalo com fracionamento decidido entre Empresa e funcionários. Porém, a Cidade Verde é contra esse fracionamento. Desse modo, impossibilitaria o trabalhador a realizar outras atividades e alteraria suas rotinas pessoais”. Ouça a entrevista na íntegra aqui no BLOG DO ANDERSON.


INSS: Servidores suspendem greve na Bahia

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na Bahia decidiram suspender a greve da categoria em assembleia nesta sexta-feira (25), em Salvador, segundo informou ao G1 Ricardo Sampaio, coordenador do comando de greve no estado. A paralisação no estado começou no dia 7 de julho, em adesão à greve nacional. Os servidores aceitaram a proposta de aumento do governo: 10,8%. Uma parte será paga em agosto do ano que vem e outra em janeiro de 2017. Além dos servidores administrativos, os peritos do INSS também estão em greve em no Brasil. A paralisação começou no último dia 4 e, segundo a Associação Nacional dos Médicos Peritos em Previdência Social, ainda não há previsão de fim do movimento. A greve dos médicos do INSS na Bahia afeta 95% das perícias no Estado.


Movimento Sindical: Após assembleia, está encerrada a greve de trabalhadores da saúde na Bahia

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Chegou ao fim, nesta sexta-feira (7), o movimento de greve do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde da Bahia (Sindsaúde). A decisão foi aprovada na assembléia realizada no Sindicato dos Bancários, em Salvador. Houve acordo entre as partes, que entrarão com petição conjunta para a anistia da multa de R$ 50 mil por dia, estipulada pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA). A Justiça julgou o movimento ilegal, uma vez que o principal argumento do sindicato para deflagrar a greve, o corte do adicional de insalubridade, foi realizado visando atender orientações dos órgãos de controle, como o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e a Auditoria Geral da Estado. No entanto, os processos dos 1,5 mil servidores da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que tiveram o adicional cortado, serão revisados dentro de uma semana, observando a especificidade de cada grupo. Outra petição a ser feita conjuntamente refere-se ao pagamento dos 14 dias cortados dos servidores que aderiram ao movimento. O acordo estabelecido é para os funcionários compensarem os dias parados por meio de carga horária estendida.


Movimento Sindical: Servidores da Saúde da Bahia fazem caminhada no Comércio de Conquista

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Os servidores da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, que estão em greve desde o dia 17 de julho, fizeram uma caminhada nesta segunda-feira (3), no Comércio de Vitória da Conquista. De acordo com o presidente do Sindsaúde [Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia], Sílvio Roberto dos Anjos, a pauta de reivindicações da categoria vai além do corte do adicional de insalubridade. Ele conta que o movimento de paralisação pede a revisão do processo de regionalização da saúde, implementação de plano de progressão para carreiras e vencimentos, regulamentação de promoções, realização de concurso público em todas as áreas, fim das terceirizações, revisão dos tíquetes de alimentação, incorporação da URV aos salários e melhoria nas condições de trabalho. Por meio de nota, o Governo disse que o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia da Bahia (TJ-BA) entendeu que não era válido o principal argumento do sindicato para a deflagração da greve: o corte do adicional de insalubridade. O Estado argumenta que mais de 1,5 mil servidores recebiam em desconformidade com os critérios estabelecidos na legislação e ressaltou que o corte foi definido para atender orientações dos órgãos de controle.


EMBASA: Trabalhadores encerram greve

Foto: BLOG DO ANDERSON
Foto: BLOG DO ANDERSON

Em assembleias na manhã desta segunda-feira (13), os servidores da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) aceitaram a proposta de acordo coletivo apresentada e, com isso, suspenderam a greve por tempo indeterminado. A EMBASA ofereceu reajuste salarial de 8,34%, retroativos a primeiro de maio, repondo a inflação medida pelo INPC-IBGE para o período de maio de 2014 a abril de 2015. Além disso, ofereceu reajuste em vários benefícios de ordem econômica (tíquete refeição, auxílio creche etc) e se comprometeu a apresentar, em agosto, a proposta de revisão do plano de cargos e salários, implantando essa revisão no primeiro semestre do próximo ano. Já a Companhia de Engenharia Ambiental e de Recursos Hídricos da Bahia (CERB), a segunda maior empresa de saneamento do estado, permanece em greve. A paralisação nessa empresa foi iniciada no último dia 6 de Junho. Com isso, estão suspensos serviços como perfuração de poços artesianos e construção de sistemas de abastecimento de água no interior.


Política Conquistense: Prefeitura segue em dialogo com o Sindicato dos Professores

Foto: Divulgação | PMVC
Foto: Divulgação | PMVC

Atendendo a solicitação do Sindicato do Magistério Público Municipal de Vitória da Conquista (SIMMP), membros da Administração Municipal receberam, na manhã desta quinta-feira, 28, representantes do sindicato. O encontro foi realizado na sala de reuniões do Conselho Municipal de Educação. Durante a reunião, foi retomado o diálogo relacionado à Campanha Salarial 2015 e feitos alguns encaminhamentos que serão apresentados à assembleia da categoria nessa sexta-feira (29). Sindicato e Administração voltam a se reunir na próxima segunda-feira, 1º de junho. 


Conquista: SEC aguarda pagamento de salários de uma parte dos terceirizados nesta segunda

Foto: Blog do Anderson
Foto: Blog do Anderson

Por nota enviada ao Blog do Anderson, a respeito do atraso de pagamento dos trabalhadores terceirizados, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia esclarece que: A empresa Flex apresenta pendência na documentação relacionada à Certidão de Dívida Ativa da União. A Secretaria aguarda a regularização dos documentos para que possa ser efetuado o repasse; A empresa Contrate informou que regularizará os pagamentos dos trabalhadores, referente ao mês de maio, nesta segunda-feira (14) e deverá apresentar a comprovação dos pagamentos para que a Secretaria possa efetuar o repasse referente ao mês de junho/2014; A Secretaria informa, ainda, que já alertou as empresas quanto à observância de cláusulas contratuais com vistas à regularização dos pagamentos; As escolas em Vitória da Conquista que tiveram as aulas prejudicadas deverão fazer reposição para o cumprimento dos 200 dias letivos. Conforme o Blog do Anderson noticiou, cerca de 1800 empregados suspenderam as suas atividades no Sudoeste Baiano e fecharam cinco escolas estaduais em Vitória da Conquista, na manhã desta segunda-feira (14), pela falta dos ordenados. De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública do Estado da Bahia (SINDLIMP), Luciano Souza, a mobilização é por tempo indeterminado.