Horta Comunitária da Vila América | produtores recebem orientação sobre adubo orgânico em Vitória da Conquista

Fotos: SECOM | PMVC

Os produtores da Horta Comunitária da Vila América, em Vitória da Conquista, receberam nesta terça-feira (24), a visita técnica do engenheiro agrônomoJoão Rubens Oliveira Chaves, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, que deu orientações sobre compostagem, que é o processo de reciclagem de material orgânico para produção de adubo natural. Segundo João Rubens, que estava acompanhado de Karine Barros, coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, a compostagem tem muitas vantagens para as hortas.

Primeiro, porque reutiliza todo material da horta que seria jogado fora, como o mato que e os restos de plantas. “Estes materiais são ricos em nutrientes e depois da compostagem resta um excelente adubo, com custo bem baixo”, explicou o engeheiro. Vilma dos Santos Costa, produtora na horta há três anos, acredita que, com as orientações, ficou mais fácil utilizar o adubo. “Ele explicou muito bem, nós vamos fazer e produzir bem mais”, declarou Vilma.

E Marlene Silva, que tem cinco anos de atuação na horta, disse que não sabia nada sobre compostagem e agora aprendeu: “Até hoje eu não sabia, estou muito feliz porque vamos poder fazer o adubo aqui mesmo com a orientação do técnico”. Com um adubo de melhor qualidade, os 28 produtores da horta poderão oferecer um serviço ainda melhor para clientes, como Teotônio Santos, que mora na rua da horta e diariamente compra suas hortaliças e leguminosas no local.

“Aqui, a gente chega a qualquer hora e tem produto de qualidade, orgânico, sem veneno, fresco, alface, couve, coentro, pimentão, cenoura, produtos variados, aqui é uma maravilha”, ressaltou Teotônio. Após o primeiro encontro, a equipe da SEMDES e SMDR já agendou outra visita de orientação. “Neste primeiro momento, eles ficaram sabendo como é o procedimento, vão guardar o material para compostagem e João Rubens virá novamente para tirar dúvidas sobre o processo na prática”, explicou Karine.


Deixar uma Resposta