A opinião do doutor Jorge Maia: “Sérgio Moro cometeu graves pecados do ponto de vista jurídico”

Fotos: BLOG DO ANDERSON

A polêmica envolvendo o ministro da Justiça Sérgio Fernando Moro tem sido foco da imprensa nacional. Na manhã desta quarta-feira (10) o BLOG DO ANDERSON conversou com o experiente advogado Jorge Maia, professor de Direito na Universidade Estadual do Sudoeste (UESB), sobre esse assunto que movimenta o Brasil. Para ele, “é um momento de cautela”. “O país vive uma situação de excepcionalidade.

Na verdade, o Sérgio Moro cometeu graves pecados do ponto de vista jurídico, porque a medida que ele instrui as partes como devem agir ele está em desacordo com as regras normais do devido procedimento legal e termina criando um embaraço muito grande para o poder judiciário no Brasil e sobretudo para fazer com que a democracia seja diminuída”, disse Maia, ex-presidente da Ordem dos Advogados – Subseção de Vitória da Conquista, na reportagem que o BLOG DO ANDERSON reproduz a seguir.

Jorge Maia: A vez do lixo

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

Em viagem pelo interior sempre me deparei como lixeiras ao ar livre, no entorno das pequenas cidade. Verdadeiros monturos fumegantes como forma de controle do lixo daquelas comunidades. Mesmo após a lei que trata sobre os resíduos sólidos, ainda é comum avistar esta cena que representa a falta de cuidado no tratamento do lixo. Sabemos que os municípios mais pobres não dispõem de condições financeiras para dar o tratamento que a lei determina para os rejeitos e os resíduos que constituem o lixo produzido em suas mais diversas formas, o que constitui um ônus para as finanças públicas e para a natureza. >>>>>

Jorge Maia: A cidade, o que é?

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

A cidade é uma das maiores invenções da humanidade. Está comprovado que o ser humano é um ser gregário e precisa da companhia de outros semelhantes para garantir o seu bem estar, a sua segurança e a sua realização pessoal. O mundo é um palco, já afirmara Shakespeare e todos precisam de plateia para representar o seu papel e servir de contra ponto para seguir seu rumo. A realização humana tem necessidade do outro. Leia na íntegra.

Jorge Maia: O caminho de Thiago

Foto: BLOG DO ANDERSON

Desde agosto do ano passado que sabíamos da vinda de Thiago. Em setembro nos encontramos em Brasília e foi ali na Catedral Basílica que o seu nome com TH foi definido. Uma Estátua de São Thiago, com TH, motivou a grafia do seu prenome, tornando definitiva aquela escolha. Fomos a vários lugares, conhecendo a cidade e provando os diversos cardápios de Brasília. Leia a crônica na íntegra.

Jorge Maia: Morador de Rua

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

Todos nós moramos em uma rua. Quando nos perguntam o nosso endereço afirmamos que moramos na rua tal. Nossa casa, nosso trabalho, os nossos interesses, em uma cidade, sempre estará em uma rua. Afirmar que alguém é morador de rua nos remete à compreensão de que aquela pessoa mora, literalmente na rua. O lugar de cada um deveria ser no orçamento anual dos entes públicos. Ali, sim, deveria morar cada um dos cidadãos de uma cidade. >>>>

Jorge Maia: Domingo sem Parque

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

Neste mês tivemos vários feriadões. Nestas oportunidades saio pela cidade para uma caminhada, ou para levar os netos para um passeio. Não há um lugar público destinado aos passeios com as crianças. Em outro momento eu me referi à fonte luminosa da Olivia Flores, no caminho da Uesb. Nas diversas vezes em que ali estive observei mães com os seus pequenos sentados na relva descansando ou simplesmente apreciando a calma do lugar. Afinal, o barulho da água, a tranquilidade do local, pessoal da caminhada, as conversas, tudo enfim convida para o local. >>>>>>

Jorge Maia: Praça da Bandeira, um desafio

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

No período de 1963 a 1982 frequentei diariamente a Praça da Bandeira, por isso tenho uma esteira ligação com aquela praça. Formando o tríplice conjunto; Praça Barão do Rio Branco, Praça Nove de Novembro, sobre as quais já me referi anteriormente, tenho, na Praça da Bandeira, um referencial de memória que compõe o tecido das lembranças do adolescente e do jovem que um dia fui. >>>>>>>

Jorge Maia: A mesma praça, o mesmo banco…

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

A praça tem um lugar especial na vida de todos nós. Nas pequenas cidades a praça é o ponto de encontro, é a referencia para o endereço, é sempre próxima da Igreja Matriz. É o lugar para evento publico. Em cada cidade cada praça tem a sua história e que compõe a história da sua gente. Em nossa cidade temos duas praças que possuem representações simbólicas e políticas: a Praça Barão do Rio Branco, onde sempre pulsou a vida da cidade em suas festividades. Leia a crônica do Doutor Jorge Maia.

Jorge Maia: Fontes, luzes e cores

Foto: BLOG DO ANDERSON

Jorge Maia | Professor e Advogado | maiajorge@yahoo.com.br

Eu era menino, e não faz muito tempo, e me lembro da fonte luminosa que existia na Praça da República, Jardim das Borboletas, no centro da cidade. Não era comum que ela funcionasse, mas em dias especiais era ligada e tínhamos alguns momentos de fascinação. Sim uma fonte luminosa fascina, em especial às crianças que se encantam com o sobe e desce das águas e procuram entender de onde vem tanta água que nunca acaba. Um fluxo constante e inalterado em que a continuidade para ser eterna. São momentos de fantasia sempre recordadas. >>>>>